fbpx

O ENEAGRAMA E AS RELAÇÕES FAMILIARES

Como o conhecimento do Eneagrama pode auxiliar nas relações familiares

No núcleo familiar, o nosso primeiro contacto social, encontramos os mais diversos tipos de personalidade e, desde muito cedo, temos de aprender a conviver com as diferenças. Já pensaste que o conhecimento dos nove tipos de personalidade pode contribuir para uma melhor harmonia entre as pessoas deste núcleo social? Como pode o Eneagrama ser aplicado aos relacionamentos familiares?

Muitos pais, por desconhecerem as características das personalidades dos filhos acabam por cometer erros e injustiças que podem marcar essa pessoa por longos anos. Soube de uma história que envolve uma mãe e a sua filha, e julgo ser este um óptimo exemplo.

Antes de continuar, convido-te, se ainda não o fizeste, a conheceres o teu perfil de personalidade do Eneagrama. É um teste totalmente gratuito que te vai ajudar a que tenhas uma melhor base para compreenderes não só quem tu és, como o que vais ler. Por isso, não percas mais tempo e faz o teu teste aqui.

Uma família e os seus Eneatipos

Antes de mais, lembra-te que o Eneagrama se baseia, em especial, sobre motivações, não sobre acções. O conhecimento do Eneagrama pode ser uma forma de promover a melhoria na comunicação, pois este conhecimento ajuda a perceber melhor as emoções do outro. Assim, pode ser uma óptima ferramenta para aumentar a empatia nos relacionamentos. Com este conhecimento, podes perceber claramente que nem todas as pessoas veem o mundo como tu.

Neste caso em concreto, a família era composta por quatro tipos distintos: a mãe, um tipo 2, sempre a querer ajudar todos; a filha, um tipo 6, calada e precavida desde muito cedo. No apoio à educação da filha estavam os avós, ele um tipo 8, assertivo e durão, e ela um tipo 7, aventureira, entusiasta e optimista, para ela tudo dá sempre certo. Consegues imaginar este cenário?

Ocorre que a miúda desde muito cedo demonstrou o seu lado precavido. Sempre que planeavam alguma coisa alertava todos que alguma coisa poderia não ser assim tão perfeita. Os avós, pelo desconhecimento dos tipos de personalidade e por compararem a miúda com outras crianças acabaram por rotular a neta como uma pessoa pessimista e este título perdurou até os seus 27 anos.  A mãe, por seu lado, também achava que a filha era, de facto, pessimista e sempre tentava lhe mostrar o lado mais optimista das situações. Se te puseres a avaliar esta situação dá para imaginares que não deve de ter sido fácil este relacionamento familiar.

Cada frase de precaução, ou o desejo que fazer as coisas com muita antecedência para não haver imprevistos, era logo confundido com pessimismo. É óbvio que isto gerou uma série de mal-entendidos e desconfortos para a miúda. Ao longo dos anos a mãe procurava, de todas as formas, ajudar a filha a ver o mundo com mais leveza. Assim, acabou por a sufocar pois, reforçava ainda mais os rótulos já definidos pelos outros membros da família.

E assim, como uma boa representante do tipo seis, a criança, agora já uma mulher, tornou-se de dia para dia mais calada e fechada no seu mundo. A pior parte desta história é que a criança, de facto, acreditava ser ansiosa e pessimista, contudo, mais tarde revelou que não gostava muito de o ser. Mesmo assim, os traços da sua personalidade seis sempre falou mais alto e  continuamente mostrava o lado nem sempre colorido das possibilidades.

O conhecimento dos Eneatipos na harmonização do relacionamento familiar

Assim que a mãe iniciou os seus estudos do Eneagrama um novo horizonte foi aberto. No aprofundamento dos estudos procurou compreender melhor a família, em especial a filha. Ao estudar descobriu todas as características da personalidade do tipo seis e, finalmente, conseguiu perceber melhor as emoções nas quais a filha se encontra imersa. Afinal, o tal pessimismo nada mais é do que uma das principais características deste tipo de personalidade, a precaução.

Este conhecimento, partilhado entre todos, trouxe a esta família um melhor relacionamento, pois, passaram a não se julgarem e sim a compreenderem e respeitarem as atitudes de precaução.

Consegues imaginar o quanto este tipo seis sofreu por ter sido sempre julgada como pessimista e não ter tido os seus receios levados a sério? Se esta mãe tivesse conhecido o Eneagrama à mais tempo toda esta história teria um outro rumo, não só com a filha, mas em toda a esfera familiar, pois ao conhecer os tipos e os subtipos, os relacionamentos ficam sempre muito mais harmoniosos.

Tu viste, então, como o desconhecimento sobre Eneagrama pode causar mal-entendidos e traumas, já que as características da personalidade quando não compreendidas acabam por não serem respeitadas. Neste caso, em especial, ficou demonstrado como o conhecimento pode contribuir para um bom relacionamento entre mãe e filha.

——-

E tu, já conheces o Eneagrama? O programa Eneagrama Essencial ajuda pessoas que não estão totalmente preenchidas com as suas relações pessoais e profissionais a ter relacionamentos mais harmoniosos, consensuais e bem-sucedidos. Se desejas melhorar significativamente as tuas relações, convido-te a realizares a tua inscrição aqui.

SE GOSTOU, PARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on skype
Share on print