ENEAGRAMA

O que é o Eneagrama?

O Eneagrama é uma sabedoria milenar que nos anos 70 foi adaptada ao estudo da
personalidade no sentido de compreender os perfis de comportamento humano e mais
importante as suas motivações base. É um sistema preciso, profundo e dinâmico que
descreve nove formas de pensar, sentir e agir e os seus diferentes níveis de
consciência, apoiando assim cada indivíduo a evoluir pessoal e profissionalmente.

A motivação Base

Cada um de nós acredita, inconscientemente, que para ser amado, respeitado e aceite (por si e pelos outros que considera) deverá existir uma, e só uma, condição. O que o Eneagrama descreve são essas motivações base e a forma como elas impactam no
nosso comportamento mecânico do dia a dia.Naturalmente que por ordem dessa missão terá os mais variados comportamentos ou motivações circunstanciais, ainda que a sua motivação basal estará sempre presente que é a reprodução da sua auto-imagem de perfeição. Quando esta consciência existe, essa observação torna-se inequivocamente evidente e proporcionando uma única oportunidade de crescimento. 

Que se traduzirá pelo aumento do seu nível de consciência e a redução dos exageros da personalidade.
Quando falamos de motivações base, não podemos confundi-las com as motivações circunstanciais ou momentâneas da Vida, porque essas são apenas o topo do iceberg.
Na base estão os seus fundamentos e as preocupações básicas da personalidade.
Por exemplo, um perfeccionista, com todo o seu exagero no rigor, detalhe e preocupação de fazer tudo de uma forma exemplar, procura reconstruir um ambiente de perfeição onde crê que resgatará uma sensação perdida de serenidade. Esse mecanismo, inconsciente, é a sua motivação intrínseca e que o acompanhará por toda a sua Vida. Isso vai manifestar-se em procurar ser perfeito e aperfeiçoar tudo à sua volta.

Os movimentos

O Eneagrama estuda não só o perfil de personalidade ou motivação central, como nos expõe como reagimos em momentos de stress e nos indica caminhos de crescimento muito concretos para agir em segurança. Nomeadamente, para que perfil de personalidade nos “movemos” sempre que tal ocorre. Ou seja, que características de outros perfis evidenciamos em stress ou segurança.

Isso não significa que haja mudança de identidade. Quando tais episódios ocorrem, o que acontece é que vamos experiênciar outras partes nossas “adormecidas” e que se  manifestam em virtude de um estímulo (no comportamento regressivo, chamado de stress) e em virtude de um empenho, de um trabalho, rumo ao crescimento (no caminho de integração ou também chamado estado de segurança). Uma vez mais, no exemplo do perfeccionista, sempre que os seus níveis de rigor e controlo não se encontram com os seus padrões há um reconhecimento da incapacidade de contacto com o sua auto-imagem de perfeição. Essa constatação faz com que manifeste características menos positivas da personalidade emocional Tipo 4.

Daqui decorre que toda a contenção emocional do nosso perfeccionista descamba num Desnorte e descontrolo emocional. (Esse aliás é um dos motivos pelos quais os Tipo 1 lidam tão conflituosamente com personalidades emocionais tipo4. No fundo o espelho do comportamento regressivo torna-se incomodativo.)
Por outro lado o nosso perfeccionista quando em contacto com ambientes de controlo e rigor, e reconhecimento por tal, começa a explorar o seu lado mais descontraído, divertido e criativo, manifestando características positivas do perfil Tipo 7.
(Personalidades que habitualmente admiram).