COMO TERMINAR COM UMA DISCUSSÃO?

É inevitável: mesmo em relações saudáveis existem discussões e constrangimentos. As discussões são normais e, perante uma perspetiva mais positiva, chegam até a ser importantes para que tu e o teu companheiro possam, muitas vezes, ajustar expectativas dentro da relação. O verdadeiro problema das discussões é que, no calor do momento, acabamos muitas vezes a dizer coisas que não queremos a magoar genuinamente a pessoa que está do outro lado. Ultrapassam-se limites, fere-se a integridade de alguém que amamos e ficamos nós próprios desolados com toda a situação.

Antes de mais, quero dizer-te que, por mais que as discussões sejam normais, elas não são recorrentes e muito menos significam que tu e o teu parceiro têm autorização para se desrespeitar, humilhar e ofender mutuamente. Quando isto acontece, é importante perceberes se não existe algum problema mais profundo, que esteja a originar todas estas discussões e, acima de tudo, todos estes ataques – 99,9% das vezes esse problema existe.
Por outro lado, quero dizer-te que não existindo um problema maior, o principal cuidado que tu e o teu companheiro têm de ter numa discussão passa por não deixá-la avançar. Vocês têm o poder de conseguir com que a conversa flua de uma forma calma e serena e, acima de tudo, o poder para continuarem a mostrar empatia um pelo outro.

5 dicas para terminar com uma discussão

Analisa a forma como estás a comunicar. Não faltes ao respeito ao teu companheiro, não aumentes o tom de voz e, acima de tudo, para para pensar se gostarias de ouvir aquilo que estás a dizer. Pensa se não estás a ser demasiado dura e certifica-te também que estás a ser clara. Explica o porquê de estares aborrecida ao invés de iniciar uma discussão sem que o teu companheiro compreenda sequer o que está a acontecer. Infelizmente, este é um problema comum. Muitas vezes estamos tão irritados com o que aconteceu que nos esquecemos de explicar ao outro o que nos está a incomodar – partimos logo para a discussão ao invés de tentarmos uma abordagem mais simpática e, principalmente, empática.

 

Não imagines coisas que não aconteceram. Já reparaste quantas vezes numa discussão partimos para a suposição? A discussão começa num problema e quando damos por nós, já estamos no “e se” e a discutir por coisas que nem sequer aconteceram. Foca-te naquele que é efetivamente o problema que estão a viver e certifica-te que a comunicação se mantém nessa direção. Algo que também não é benéfico é ires buscar situações do passado. Enquanto casal, é normal que já tenham tido constrangimentos antes mas, se essas situações foram perdoadas e trabalhadas, não podem estar constantemente a ser trazidas ao cima. Só trará mais mágoa e aumentará substancialmente a discussão

Sê empática. O teu companheiro também não gosta de discutir. Ainda assim, é normal que dentro de uma discussão ambos estejam a tentar mostrar o seu lado e ponto de vista. Faz parte. Por isso, tenta genuinamente ouvir o que o outro está a dizer, compreender e perceber os pontos em que ambos concordam (essa pode ser uma excelente estratégia para te sentires mais confortável com o que quer que tenha acontecido). Coloca-te na posição do teu companheiro, tenta perceber a sua dor e o porquê de ter feito o que fez.

Pede desculpa e assume a responsabilidade. Se por acaso foste tu que erraste na discussão e acabaste por percebê-lo a meio da discussão, não adies a situação, e pede de imediato desculpa. Pedir desculpa e assumir responsabilidade do erro é uma enorme demonstração de maturidade, respeito e amor pela outra pessoa.

Tenta chegar a um acordo. Estar a discutir sem motivo não é benéfico nem para ti nem para o teu companheiro, por isso assume a posição de moderadora e pede gentilmente para tentarem arranjar uma solução ou chegar a um consenso de forma calma e consciente. Aproveita o ponto anterior e pega nos pontos em que ambos concordam. Lembra-te do quanto se amam e de como foram capazes de ultrapassar todos os desafios até à data – este é apenas mais um.

Para evitar discussões a longo prazo, o truque passa por comunicarem de forma constante. Muitas vezes, as discussões mais acesas acontecem porque não fomos capazes de falar sobre o problema quando ele não tinha ganho quaisquer proporções. São, normalmente, reflexos de situações mal resolvidas e de desconfortos que não foram abordados. A comunicação é chave para que consigas evitá-los.

Caso queiras continuar a trabalhar na tua relação, sugiro-te que te inscrevas no Código do Amor, o curso que te vai ajudar a melhorar ainda mais o relacionamento que já tens com o teu companheiro e a levá-lo ao próximo nível de serenidade e felicidade. Inscreve-te já e começa já a perceber como podes ser ainda mais feliz dentro da tua relação!

SE GOSTOU, PARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on skype
Share on print

Deixe uma resposta