COMO SUPERAR UMA SEPARAÇÃO?

Qualquer separação é dolorosa para ambos os intervenientes. Lidar com todas as emoções e com o fato de que os planos a longo prazo que criámos com o nosso companheiro não vão materializar-se é exigente a nível emocional e implica, antes de qualquer coisa, que sejas paciente contigo mesma.

Permite-te viver a tua dor, mas não te deixes afundar nela. Tira, por exemplo, alguns dias para gerires tudo aquilo que estás a sentir, para te sentir triste e esforça-te para reconhecer a experiência. Compreende o impacto que aquela pessoa teve na tua vida, aquilo que te ensinou, as boas memórias que passaram juntos mas foca-te igualmente em perceber o porquê de já não estarem numa relação

Neste artigo, quero partilhar contigo algumas dicas que te permitam ultrapassar o sentimento que estás a viver e, acima de tudo, preparar-te para a nova relação que virá – a relação que mereces.

5 dicas para superar uma relação

Desliga-te. Eu compreendo que, quando uma relação acaba, a tendência inicial é querer manter um contacto e uma amizade com o ex companheiro. Mas há uma questão: para realmente conseguires desligar-te no que toca a emoções, tu não podes estar a trocar mensagens, telefonemas e até mesmo a encontrar-te com essa pessoa. Sabes aquele ditado do “olhos que não veem, coração que não sente”? Aqui, aplica-se no seu sentido mais verdadeiro – só quando te afastas consegues realmente começar a distanciar-te daquela pessoa. Enquanto existirem sentimentos, este comportamento é o mais sensato a ter. Depois, quando o coração estiver “mais arrumado”, podes pensar numa amizade ou num contacto mas esporádico, mas agora tu és a prioridade.

Não te culpes. Quando uma relação termina, o comportamento natural passa por ficar a analisar e reanalisar vezes sem conta o que aconteceu para tentar perceber de quem é a culpa. Estares a culpabilizar-te ou a culpabilizar o teu ex depois do término da relação não faz qualquer sentido. Numa relação, ambos têm a sua quota parte de responsabilidade, por isso se as coisas não correram bem, ambos são responsáveis. Sê gentil contigo mesma e evita este tempo de pensamentos porque, no final do dia, se a relação não resultou é porque aquela não era a pessoa para ti e não o sendo, porque é que queres estar a perder tempo com uma pessoa que não é a certa?

Não te isoles. Eu sei, eu sei, quando estamos mais em baixo gostamos de estar sozinhos a ouvir os nossos pensamentos e vivermos a nossa própria dor e sim, está tudo bem em fazê-lo nos primeiros dias, mas não fiques à espera de te sentir melhor para saíres à rua e voltares às tuas rotinas normais. Precisas de tempo para curar aquilo que estás a sentir e, sinceramente, continuares a fazer as tuas rotinas e estar com as pessoas que amas vai ajudar muito (além de acelerar o processo). Por isso, por mais desconfortável que possa ser, socializa.

Muda os teus cenários. Algo que tende a ajudar-te a sair desse sentimento de tristeza é fazeres uma mudança naquelas que são as tuas rotinas. Altera a tua vida de forma a que não tenhas de estar constantemente a lidar com o teu ex-companheiro. Se tens filhos, por exemplo, prepara horários que vos obriguem a ter de estar juntos sistematicamente nesta primeira fase para garantir que fazem o luto. Depois, faz mudanças. Vai a locais diferentes, inscreve-te num novo hobby e, acima de tudo, volta a aprender a desfrutar da tua própria companhia. Os primeiros tempos serão desafiantes mas, a longo prazo, vais perceber que tudo “encaixa”.

Trabalha em ti mesma. Quando uma relação termina, há sempre lições que podemos retirar do que vivemos. Muitas vezes, estes momentos são os momentos certos para percebermos que também existem aspetos em que podemos trabalhar para nos transformarmos na nossa melhor versão e, assim, conseguirmos viver a relação que sempre ambicionámos. Quando te sentires realmente pronta para fazê-lo de uma forma mais analítica e menos emocional, tenta perceber como lidaste com determinadas situações, se estás perante um padrão de relacionamentos, como comunicaste, etc. e a partir daí perceber como podes preparar-te para receber um novo amor. Se precisares de ajuda para este trabalho, já sabes: podemos guiar-te através do nosso CÓDIGO DO AMOR. Este é o nosso curso completamente focado em dar-te estas ferramentas para que possas trabalhar em ti, para estares preparada para viver a relação dos teus sonhos: https://pt.eduardotorgal.com/codigo-do-amor

Lembra-te: com calma e gentileza contigo mesma, vais perceber que esta é apenas mais uma fase da tua vida e uma fase que, inclusive, vai contribuir para que mais tarde possas encontrar a relação que sempre ambicionaste!

SE GOSTOU, PARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on skype
Share on print

Deixe uma resposta