3 dicas para evitar um divórcio

Todos os que passam pela expectativa do casamento, com toda a certeza que já ouviram algum amigo ou familiar alertar sobre as dificuldades que se adivinham fruto dessa decisão.

O facto é que essas pessoas infelizmente não estão erradas.

Conviver em harmonia, respeitar as diferenças do outro, as necessidades e particularidades do parceiro, e ao mesmo tempo respeitar a sua identidade é um dilema que muitas vezes se converte em desacordos e discussões que tomam conta do dia-a-dia.

E é aí que está todo o problema.

O casal que se acomoda nas pequenas discussões diárias acaba por criar – mesmo sem perceber – um ambiente alheio aos sentimentos que os uniram no início: Amor, respeito e admiração.

Em Portugal, por cada 100 casamentos existem 61 divórcios. E nesse ponto crucial, os parceiros devem decidir se vão fazer parte do fracasso das estatísticas e cair em mais um divórcio ou se vão lutar novamente pela busca da felicidade. Em muitos casos essa é a oportunidade de recriar a relação e elevar para um novo patamar de harmonia.

Para salvar um casamento é necessário que as duas pessoas estejam dispostas, que as duas queiram caminhar nessa direção. Esta é a principal chave para evitar um divórcio.

  1. Avalia a relação

Para salvar a relação e evitar o divórcio é necessário que as duas partes estejam comprometidas a trabalhar juntas para dar uma nova luz à relação e torná-la melhor do que foi no passado. Partilhem este compromisso um com o outro e, a verdade é que se há um de vocês que não tem a certeza se quer trabalhar para transformar a relação será importante reavaliarem toda a situação. Apenas será difícil evitar o divórcio, apenas se uma parte estiver interessada. Pensem, em conjunto, nos motivos pelos quais ainda estão juntos. Revisitem memórias felizes a dois, os momentos de saudade quando estiveram longe um do outro, o que vos atraia em cada um no início da relação e como podem ressuscitar essa chama.

É importante manter a intimidade, na intimidade, mas se por alguma razão sentires necessidade de conversar com alguém externo à relação lembra-te de procurar um amigo ou familiar imparcial, que tenha a capacidade encontrar os prós e contra sem interferir na decisão final. Por outro lado, muitas vezes, para conseguirmos lidar com todas as emoções que ameaçam o fim da relação, precisamos de uma ajuda profissional. E está tudo bem com isso! Procura um terapeuta certificado que te de confiança e com o qual possam ser sinceros sobre aquilo que sentem. Muitas vezes, este é o primeiro passo para mostrar de forma mais material que ambos estão empenhados a salvar o casamento.

  1. Melhora a comunicação

Bem sei que estou sempre a insistir na temática da comunicação. Mas ela é extremamente relevante quando procurarmos ter uma relação saudável e harmoniosa. Mantem a calma e o respeito ao conversar com o outro. Muitas vezes pode ser difícil manter algum controlo emocional ao falarmos daquilo que verdadeiramente sentimos, no entanto, é muito importante se queremos ouvir e ser ouvidos. Sê sempre sincero e específico sobre o que sentes, a tua verdade deve ser ouvida e respeitada assim como deves ouvir e respeitar a verdade e os sentimentos do teu ou da tua parceira.

Existe uma tendência generalista para falarmos por cima do outro. Muitas vezes não o queremos fazer, mas isto acontece porque teimamos em raciocinar e construir uma resposta ao mesmo tempo que o outro faz a sua partilha. Escutar de forma ativa é ouvir primeiro o que o outro tem para te dizer e, só depois, com calma construíres a tua resposta. Só ouvindo tudo até ao final é que conseguimos ganhar maior empatia pelo outro, conversar sem gritos e reconhecer pontos de vista diferente. Ao praticares este tipo de comunicação estás, em simultâneo, a influenciar o teu parceiro a agir da mesma forma.

  1. Melhora os momentos a dois

Um dos grandes problemas das relações é o facto de as pessoas não dedicarem tempo e energia à relação. Reservem um dia da semana para fazer uma atividade diferente, conversem e pensem em atividades para fazerem justos e comprometam-se a arranjar tempo um para o outro. O foco deve estar na qualidade dos momentos a dois, onde ambos terão oportunidade para interagir, rir, conversar e acima de tudo, divertirem-se juntos! Firmem este compromisso de fazerem encontros semanais. Mesmo tendo agendas cheias, se se querem continuar a ver a ter tempo de qualidade, a melhor opção é bloquearem a agendar num determinado dia da semana e evitem ao máximo cancelar esses encontros. Surpreendam-se! Mesmo fora desse dia da semana, experimenta surpreender o teu parceiro ou a tua parceira com um jantar romântico feito por ti, com uma massagem ao final do dia ou com um doce que compraste a caminho de casa.

Se sentes que a tua relação está a passar por um momento difícil estas 3 dicas vão ajudar-vos a reconstruirem e a acenderem a chama. Mas é importante que sejas consciente que não podes obrigar ninguém a comprometer-se. Um relação ganha uma nova luz se os dois estiverem dispostos a acende-la.

A Certificação Eneacoaching tem tudo o que necessitas para te tornares num Coach profissional, construíres a tua carreira e uma agenda sempre cheia. No Instituto Eneacoaching usamos uma abordagem única tendo como base a metodologia de 9 Passos e Eneagrama que foi estudada e desenvolvida ao longo de mais de 15 anos de carreira em diversas áreas do coaching. Reserva o teu lugar na próxima turma 👉 https://pt.eneacoaching.com/certificacao

SE GOSTOU, PARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on skype
Share on print

Deixe uma resposta